Siga a gente:

  • LinkedIn Social Icon
  • Facebook Social Icon

© Copyright - Marketplace Brasil - 2019 - Todos os direitos reservados

3 fatores extremamente relevantes para Sellers aumentarem as vendas no Marketplace

March 19, 2018

  

Com experiência na área de marketplaces, principalmente para produtos do varejo, vou te dar 3 dicas infalíveis, para você que atua nesses grandes varejistas como por exemplo: Americanas.com, Walmart, Casas Bahia, Magazine Luiza, Amazon e Dafiti.

 

Não importa a categoria que a sua empresa atua, seja commodities, produtos de nicho, moda, cama mesa e banho ou informática, esses 3 fatores são muito importantes para que você tenha uma boa conversão de venda. E vou além da exposição desses produtos, aproveitando o branding da marca, que vai influenciar muito nos resultados a médio e longo prazo, seja nos canais de venda como marketplace ou na sua própria loja virtual.

 

__________________________________________________________________

 

 

Você já vende em Marketplaces?

 

Conheça o CONEXÃO MARKETPLACE, o guia ideal para quem quer começar neste Universo Digital

 

 

CLIQUE AQUI  e saiba tudo para vender muito nos Marketplaces

 

 

O primeiro fator é: Mentalidade.

 

O perfil de vendas para marketplace começa na sua mentalidade para a expansão do negócio. Não é difícil encontrar empresários, empreendedores ou fabricantes que não querem diminuir suas margens de lucro, porém, ainda assim, insistem em expor seus produtos no marketplace, mas vivem reclamando que não tem bons resultados.

 

Entenda! O marketplace reúne diversos lojistas que oferecem na maioria das vezes o mesmo produto que você, ou semelhantes, que por vezes oferecem o mesmo benefício, com um custo menor, ou prazo de entrega melhor ou até mesmo condições de pagamento melhores, não entre na briga de preços com os grandes varejistas, mas não espere um milagre nas vendas no marketplace, se você não tiver uma mentalidade para vendas em volume e margens menores, muito provavelmente você não vai ter bons resultados nessas vitrines online.

 

Uma ilustração simples:

 

  • Marketplace:

Faturamento Bruto: R$ 100.000,00 - 20% = R$ 80.000,00 (Faturamento liquido)

 

  • Loja Física/Online:

Faturamento Bruto: R$ 40.000,00 = R$ 40.000,00 (Faturamento liquido)

 

 

 

Em pelo menos 90% dos negócios, as vendas dentro dos marketplaces representam ao menos 50% a mais, do que os canais diretos, como por exemplo, sua loja virtual própria ou sua loja física.

 

Para que você entenda melhor, vou expor alguns números que revelam a diferença de investimento nos canais próprios de venda (loja virtual) e nos marketplaces.

 

Considerando um faturamento de 100 mil por mês. O custo de uma loja virtual, falando de marketing, adquirente + gateway de pagamento e antifraude, é, em média, de 17,5% enquanto no marketplace, a loja não tem esses custos. Em contra partida, o marketplace cobra dessa loja um comissionamento, em média, de 15% por venda.

 

O fator principal é, na sua loja, você investe para vender e, no marketplace, você vende e paga uma comissão pela venda.

 

Reveja a sua mentalidade sobre vender no e-commerce!

 

O segundo fator são as: Imagens.

 

No E-commerce o cliente está comprando uma foto, e, está confiando que o produto que ele está adquirindo é exatamente o mesmo que você cadastrou no anúncio.

 

É básico, parece simples, mas é comum a falta de preparo das imagens dos produtos. Isso acontece por diversos motivos. Para os lojistas menores, geralmente a falta de budget para investirem no tratamento das imagens. Para os maiores, o despreparo para oferecer a melhor experiência de compra, oferecendo mais de 1 única foto do produto seja ela boa ou má qualidade. Para os fabricantes, a grande mudança de cenário, aliás, nunca se fez tão necessário trabalhar a imagem dos produtos, quanto agora. Para que possam oferecer seu produto ao B2C, consumidores que estão atentos as leis de troca e devolução e vão exigir o produto exatamente como anunciado na imagem.

 

Eu vi muito lojista sofrer com as devoluções, simplesmente por não entregar o produto como anunciado. E está no Código de Defesa do Consumidor (CDC), quando o consumidor efetua a compra de um produto que ele não está visualizando pessoalmente, ele tem o direto de devolução por desistência da compra, dentro do prazo de até 07 dias, após a data do recebimento.

 

Acredite, isso gera uma insatisfação muito grande, um desgaste que pode influenciar negativamente sua marca, sem contar o prejuízo com um grande volume de devoluções.

 

Detalhe! Imagens ambientadas, podem influenciar o consumidor a comprar, e consequentemente desistir da compra, simplesmente pelo fato de não ter o ambiente da imagem e não atender suas expectativas, por isso, os marketplaces, dão preferência para imagens com fundo branco, e não tenha dúvidas, esse é o melhor formato para exposição nessas vitrines.

 

Então lembre-se! O consumidor compra uma imagem, por isso, certifique-se de que essa imagem, representa o produto realmente.

 

O terceiro fator que vai influenciar suas vendas no marketplace é: Prazo.

 

Esse ano (2018), o Mercado Livre, o marketplace mais acessado na América Latina, endureceu suas regras de prazo, e obriga os Sellers a despacharem os pedidos em 24 horas (úteis). E não é apenas no Mercado Livre que as regras fazem parte do critério para um bom vendedor no marketplace.  Outros canais tem regras de SLAs de pedidos, que devem obedecer os prazos estipulados, seja pelo marketplace ou definido pelo próprio Seller.

 

Em alguns canais, como a B2W, empresa que administra os varejistas Americanas.com, Submarino e Shoptime, o prazo de envio do produto, influencia diretamente no Buybox, assim, se você tem um bom preço de venda, mas não oferece um bom prazo de entrega, provavelmente, outro vendedor ganhará o Buybox, simplesmente por oferecer o melhor prazo para envio e entrega desse produto.

 

Aprenda a trabalhar com prazos, você não está tratando com o consumidor presencialmente, onde você consegue conversar com ele e usar suas artimanhas para driblar o prazo da entrega, você está diretamente ligado a um sistema, e esse sistema irá penaliza-lo se você não cumprir o prazo.

 

Isso tudo pela satisfação do consumidor.

 

Sem dúvidas, essas 3 dicas vão ajuda-lo a entender melhor o marketplace e o que você precisa para vender nesses grandes canais.

 

E se você viu uma oportunidade de negócio nesse artigo, e deseja saber mais sobre a venda no Marketplace, fale diretamente comigo!

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Lista Completa de Marketplaces no Brasil 2019/ Brazilian Marketplaces

February 16, 2019

1/3
Please reload

Posts Recentes